Menu principal
 

Campus Blumenau tem projetos premiados em Mostra Nacional

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Micti_2Dos cinco projetos levados pelo Campus Blumenau para a 10ª Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar (Micti), evento promovido pelo Instituto Federal Catarinense (IFC), nos dias 8 e 9 de novembro, no Campus Camboriú, três foram premiados: Ecologia Inclusiva levou o primeiro lugar na categoria ensino técnico-pesquisa; Fotonarrativa: da imagem ao texto escrito, o segundo lugar na categoria ensino técnico-extensão; e O Acolhimento Institucional à Infância em Blumenau, segundo lugar na categoria ensino superior-pesquisa.

O projeto Ecologia Inclusiva vem para mostrar que a deficiência visual não é empecilho para apreciar a natureza. A pesquisa desenvolvida pelas alunas do curso técnico em Informática integrado ao ensino médio Aléxia Tainá Lucindo dos Santos e Giórgia Baumann Brandão, com orientação do professor de Biologia Péricles Rocha da Silva, tem o intuito de promover a autoestima e a socialização dos deficientes visuais, estimulando a inclusão. O projeto propõe exploração tátil de sementes e folhas; exploração multissensorial, com amostras de solo e árvores, para sentir texturas; além de exploração sonora de aves.

A ideia é mostrar que as belezas naturais podem ser percebidas por outros sentidos, além da visão, como tato, olfato e audição. O objetivo da equipe é, no próximo ano, transformar o projeto de pesquisa em extensão, e aproveitar a vasta área florestal que cerca o campus Blumenau para a prática com grupos de deficientes visuais de associações. Para a aluna Aléxia, a decisão de participar do projeto vem da importância da inclusão. “É essencial pensarmos a inclusão, principalmente nas escolas, que é onde começamos nossa formação”, observou.

O projeto de extensão Fotonarrativa: da imagem ao texto escrito propõe usar a fotografia para contar histórias. Coordenado pela professora de Espanhol Michele Savaris, o projeto parte da ideia de que a fotografia, como o texto, traz informações e conta uma história. Assim, a proposta é fazer com que os participantes criem textos a partir de imagens apresentadas. O trabalho é desenvolvido por alunos e professores a partir de leituras, discussões e tarefas práticas.

A aluna do curso técnico em Informática integrado ao ensino médio Amanda Cadore dos Santos foi quem apresentou o projeto na Micti. Segundo ela, a intenção é fazer com que os participantes lidem com a escrita de forma prazerosa, envolvendo a fotografia e incentivando a sensibilidade e a criatividade. “É maravilhoso participar do projeto, é como uma válvula de escape diante das obrigações escolares que temos diariamente”, avaliou. 

Já o projeto apresentado pela acadêmica de Pedagogia Caroline Sant’Anna, orientado pela professora Roseli Nazario, tem como objetivo elaborar um diagnóstico sobre a população infantil acolhida institucionalmente em Blumenau, de maneira a identificar os fenômenos que compõem a heterogeneidade (idade, gênero, classe social, raça, etnia) das crianças temporariamente afastadas do convívio familiar e da comunidade. Caroline apresentou os primeiros dados da pesquisa, realizada junto à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social da cidade. Para ela, “é preciso dar visibilidade as crianças que têm seus direitos violados”.

Além dos trabalhos apresentados na Micti, o campus também mostrou seu lado artístico no 3º IFCultura, com o projeto integrador Um som, um sentimento. O IFCultura é um evento exclusivo a alunos regularmente matriculados no IFC e ocorre paralelamente à Mostra. 

Sobre a Micti e o IFCultura

A Micti é um evento científico de exposição multidisciplinar, promovido e coordenado pelo IFC, que visa proporcionar a divulgação de trabalhos de pesquisa e de extensão do próprio Instituto e de outras instituições de ensino do Brasil. O IFCultura, por sua vez, visa incentivar a cultura e o crescimento profissional, científico e tecnológico nas diversas modalidades e linguagens artísticas, com reflexão sobre humanidade e educação e, ainda, para enriquecer os espaços educacionais.

Micti_1

Aléxia Tainá Lucindo dos Santos – Projeto Ecologia Inclusiva – 1º lugar na categoria ensino técnico-pesquisa

Micti_3

Alunas Amanda Cadori – Projeto Fotonarrativa – 2ª lugar categoria ensino técnico-extensão (à esq.) e Aléxia dos Santos

Micti

Acadêmica de Pedagogia Caroline Sant’Anna – Projeto Acolhimento Institucional à Infância em Blumenau – 2º lugar categoria ensino superior-pesquisa

Confira os projetos do campus Blumenau:

Título do Trabalho

Alunos (as)

Professor (a) orientador (a)

Potencial do Fragmento Florestal do IFC Campus Blumenau para atividades inclusivas com deficientes visuais.

Tainá Lucindo dos Santos e Giórgia Baumann Brandão

Péricles Rocha da Silva

Mobilidade e Ensino-Aprendizagem de Inglês na Rede Federal de Ensino.

Giovana Dallabrida

Gicele Vergine Vieira

O Docente de Letras na Era Tecnológica: um olhar sobre o uso da tecnologia para o Ensino-Aprendizagem de Inglês no ensino médio de escolas públicas Blumenauenses.

Eduarda Pagliosa Oliveira

Gicele Vergine Vieira

O Acolhimento Institucional à Infância em Blumenau: um estudo sobre a heterogeneidade das crianças temporariamente afastadas do convívio familiar e comunitário.

Caroline Sant’Anna

Roseli Nazario

Fotonarrativa: da imagem ao texto escrito

Amanda Cadore dos Santos

Michele Savaris Sara Nunes e Deivis Frainer 

Um som, um sentimento (IFCultura)

Vanessa Regina da Silva e Naielly Roper Cardoso

Sara Nunes e Deivis Frainer

 

 

Matéria atualizada às 21h.

*Texto: Gisele Silveira | Jornalista – JP 4506/SC.

Cecom/Blumenau

**Fotos: professora Cíntia Passos e Cecom/Reitoria.

 

Print Friendly