Menu principal
 

Visitas técnicas complementam formação de estudantes do IFC

terça-feira, 4 de junho de 2019

visita_editAs visitas técnicas proporcionam ao estudante o acesso a atividades que contribuem para a formação geral, ética, cultural e para o desenvolvimento do senso crítico, da responsabilidade social e da cidadania. No Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Blumenau, as visitas técnicas fazem parte da formação do estudante do ensino médio técnico à pós-graduação. Do segundo semestre de 2018 a abril de 2019, foram cerca de 10 visitas.

Uma aula prática de Segurança do Trabalho no Corpo de Bombeiros de Blumenau. Foi assim para os calouros dos cursos técnicos integrados ao ensino médio. Na teoria, eles estudaram “classes de incêndios” e “tipos de agentes de extintores para cada incêndio”. Na prática, participaram de técnicas de combate, conheceram a dinâmica do batalhão no uso de equipamentos de proteção individual e coletiva. Para a professora Fernanda Zendron, a visita técnica permite ao aluno mais proximidade com o tema estudado. “Além de ser instrumento de motivação para os estudantes, é uma forma dinâmica de vivenciar o conteúdo pedagógico”.

O acadêmico de Engenharia Elétrica Igor Henrique Firmino de Deus, que foi com a turma para a Usina Hidrelétrica Salto Pilão, em Apiúna, diz que já tinha estudado sobre o fornecimento de energia elétrica, mas nada foi tão grandioso quanto ver na prática uma unidade geradora de energia. “É impactante e certamente mudou nossa visão enquanto engenheiros”. Ele diz que foi possível desenvolver trabalhos a partir de conhecimentos adquiridos na visita. “Recentemente, tivemos que elaborar para uma disciplina o orçamento de uma Central Geradora Hidrelétrica, e o conhecimento complementar à teoria foi o que guiou a equipe no desenvolvimento do trabalho”, conta.

A visita técnica permite observar a realidade de uma empresa em pleno funcionamento, ver como é a dinâmica dos setores e a tecnologia aplicada pela organização em seus produtos e processos. Na visita à empresa Karsten, de Blumenau, a aluna do terceirão do curso técnico de Eletromecânica Ana Carolina Tozatti pôde ver toda a base teórica sobre máquinas elétricas, instalações elétricas e peças. “Tive a oportunidade de ver o funcionamento dos equipamentos que nós estudamos durante esses três anos. Cada etapa, com uma máquina diferente, com diferentes tipos de aços para que se tenha o melhor resultado nos produtos. Ver o trabalho sincronizado das inúmeras máquinas durante o processo de tecelagem, é fascinante”, relata.

Para o professor de Empreendedorismo Eduardo Villar, as visitas técnicas servem como instrumento para o professor ligar aos conteúdos que trabalhou em sala. “A importância está em dar vida ao conteúdo, mostrar a aplicabilidade do conhecimento e também quebrar a rotina da sala de aula. No caso do ensino médio integrado ao técnico, recebo relatos de estudantes que, por meio de visitas técnicas, motivaram-se para estudar algumas matérias percebidas como mais difíceis e que também se identificaram com a profissão ou atividade técnica que estão estudando”, observa ele.

Além das visitas ao Corpo de Bombeiros, à Karsten e à Usina Hidrelétrica Salto Pilão, houve ainda visitas técnicas à Rota das Cachoeiras de Corupá, à Termoelétrica Jorge Lacerda, à UFSC de Florianópolis, à empresa de Tecnologia AMcom.

Visitas técnicas no IFC

As visitas técnicas no IFC são regulamentas pela Resolução nº 21/2017. Dentre os objetivos estão promover integração teoria e prática, contextualizando saberes; proporcionar a interação dos discentes do IFC com o mundo do trabalho, processos e serviços in loco; propiciar o aprimoramento da formação profissional e pessoal; promover a ampliação do conhecimento de mundo e oportunizar o contato dos discentes com outros espaços de aprendizagem. A viabilidade financeira para as saídas é analisada pela Direção-geral do campus, de acordo com a dotação orçamentária.

 Info_4

 Eletro_12  Elétro_5

   PHOTO-2019-05-30-11-58-25

3 2 1

Info_7  PHOTO-2019-05-30-11-57-02

*****

Texto: Gisele Silveira | Jornalista – JP 4506/SC | Cecom/Campus Blumenau.

Fotos: divulgação

Print Friendly